Camaradas do Metal!!, Vários Artistas (2011).
Camaradas do Metal!!, Vários Artistas (2011).

Editado polos amigos de Diário Liberdade.

Losfer Guaus

Deixamos-vos umha resenha da ediçom do disco neste artigo:

 

Diário Liberdade - Com motivo do Dia da Pátria deste ano 2011, o Diário Liberdade edita o 'Camaradas do metal', um disco composto por 14 tralhaços dalgumhas das bandas mais representativas da cena musical galega dentro dos géneros rock e metal.


Com alguns temas inéditos de bandas senlheiras como Ruxe-Ruxe (Petos furados) ou ainda das novas promessas da música galega como Íxion (Revoluçom), este novo disco pretende ser mais um contributo para divulgar o rock realizado no nosso País.

Mas nom é esta umha ediçom qualquer, o 'Camaradas do metal' é um disco solidário no qual as bandas oferecérom o seu contributo desinteressado ao cederem o seu trabalho para angariar fundos para a luita anticapitalista desenvolvida através deste portal. Para eles, o nosso maior agradecimento e admiraçom.

Ainda, para além deste trabalho musical, as pessoas solidárias com este projecto poderám contribuir comprando outros produtos que o Diário Liberdade disponibilizará na Alameda da capital galega no Dia da Pátria, ajudando assim a cobrir os gastos derivados da manutençom deste site.

 

Grupos e temas

Nas páginas deste diário, o fundador dos Ruxe-Ruxe e voz infatigável na defesa do nosso património musical, Vituco Neira, explicava: "Galiza é umha potência, falta é que a gente conheça a música do País". Da nossa parte, o 'Camaradas do metal' é outro novo contributo, físico pola primeira vez, para a divulgaçom do remoinho criador existente na Galiza.

Eis, já agora, o leque de temas que componhem este primeiro disco editado polo Diário Liberdade:

Abrem o trabalho os Ruxe-Ruxe com o tema inédito 'Petos furados' e os Zënzar, a seguir, com 'A força da palavra', 16 e 23 anos –respectivamente– de resistência musical monolingue em galego, um exemplo de coragem e força para o panorama das artes do nosso País.

Nao e Machina som as bandas responsáveis do relevo, dous grupos que se convertérom já e por méritos próprios em história viva do nosso rock, oferecem dous dos cortes mais enérgicos deste trabalho: 'Língua cortada' e 'Agora segue'.

Entram com força a seguir duas novas bandas que, com trabalhos editados em 2010, tenhem entrado no panorama musical galego com o intuito de abrir umha nova fenda, som os Avante!, que apresentam a musicaçom do 'Todo termina mal' de Carvalho Calero -tema editado fisicamente pola primeira vez-, e os Raiba que respondem com 'Fogar', umha música na que participárom um amplo número de representantes do nosso rock.

A seguir estes, Invivo e Kastomä, bandas com um amplo leque de concertos nas costas e que tenhem vindo a situar a música galega nos melhores cenários do País, apresentam dous temas homenagem à resistência antifascista: '1940' e 'Guerrilheiros'.

O espaço para o rock clássico chega da mao dos Fervellasverzas e dos John Deeres, energia e atitude nas músicas 'Diga-me taxista' e 'O Caminho de regresso'.

Reciclados polos míticos Ulträqäns, os Iron Maiden sumam-se também ao projecto com um 'Losfer guaus' que com toda certeza surpreenderá os mais heavys.

Fecham este disco Íxion, Ith e K-raxe. A banda reintegracionista de Compostela aporta outro dos inéditos do disco, a balada rock tingida de Glam-metal 'Revoluçom'. Por sua vez, os Ith musicam 'As Leis dos raposos' do poeta social Celso Emílio Ferreiro, numha peça gravada ao vivo e já, para por o ponto final neste primeiro volume do 'Camaradas do metal', a banda mais nova das que apresentamos, os K-raxe, fecham cheios de fúria o disco com 'Controlo do mal'.

CAMARADAS DO METAL. VOL.1#

01 – Ruxe-Ruxe – Petos furados

02 – Zënzar – A força da palavra

03 – Nao – Língua cortada

04 – Machina – Agora segue

05 – Avante! – Todo termina mal

06 – Raiba – Fogar

07 – Invivo – 1940

08 – Kastomä – Guerrilheiros

09 – Os Fervellasverzas – Diga-me taxista

10 – Os John Deeres – O caminho de regresso

11 – Ulträqäns – Losfer guaus

12 – Íxion – Revoluçom

13 – Ith – As leis dos raposos

14 – K-raxe – Controlo do mal


Comments: 0

ESCOITA O NOSO DIRECTO NA RADIO GALEGA!

O 91,38% dos Deseños da páxina son de  Mr. Javi Prieto. Clique na imaxe,  señora!
O 91,38% dos Deseños da páxina son de Mr. Javi Prieto. Clique na imaxe, señora!

Sígue-nos!

Subscríbe-te ao RSS da web ulträqänida.

Ulträqäníce-se!!

Qömpartir!

Ulträvisitäs!

contador de visitas

Punk-Folc-Progresivo

Música retrovangardística. Steampunk. Ciberfolc. Speed-folc. Psicodélia enxebre. Banda de catro patas e rabo.

 

Ulträqäns nace nun piso que salvou da piqueta de derrubo no bairro corunhés das Atochas-Monte Alto. Agora é um choco metaloplástico que se propulsa batendo nas moléculas com fúria zoupadora de vários quilo-estalos.

Ulträqäns reivindica a paixón polo frenesí abrouxador e polo paroxismo.

Ulträqäns só quer xolda, pándigo e mala óxtia.

Ulträqäns maltrata claquetas e metrónomos. Non coñece a piedade.

Ulträqäns quer dar-vos unha aperta fortemente cos seus tentáculos harmónicos de ferro + algoritmo licor café.

Que o desfruten. Chipirixouba!

Esta é a nosa tenda!

UlträTwitter!!!

Ulträfotos!!!

10382852_788396971178250_9006250188964053634_n
560838_10201800568195445_110366526_n
2013-08-11 01.47.55
2013-08-11 01.45.45
2013-08-11 02.44.41
2013-08-10 23.58.44
2013-08-11 01.44.08
IMG-20130727-WA0000
IMG-20130728-WA0000
ULTRAQANS - Xira Irixoa_03
Este é o noso UlträCódigo QR
Este é o noso UlträCódigo QR